Em seguida ...

Ainda na Republica Buryat (http://en.wikipedia.org/wiki/Buryatia), em plena Siberia preparamo-nos para partir para a Mongolia.
Os ultimos dias na Russia foram aproveitados para descansar um pouco e devolver forcas perdidas na viagem de comboio.
O video anterior mostra um pequeno excerto de um casamento Siberiano ao qual assistimos, visitamos igrejas ortodoxas com a ajuda do padre local (sim, daqueles com barbas grandes) e absorvemos com completo deleite estas magnificas paisagens da Siberia profunda. Seguimos em direccao ao deserto de Gobi. Ate la.
3 comentários
Reacções: 

Olhos de Mongol

video
1 comentários
Reacções: 

Lago Baikal

video
Aqui vos deixo um pequeno video do lago Baikal visto da aldeia de Turka.
0 comentários
Reacções: 

Red Caviar e peixe fumado do lago Baikal

video
4 comentários
Reacções: 

A 100 Km da Mongolia, na Siberia profunda

13h35, estacao Yaroslavsky em Moskovo. Na linha 2 ja esta o comboio parado. A sala de espera da estacao esta apinhada e num espaco aparte parece-me estar todo o exercito russo, pois ha muitas horas que entram e saem centenas de militares de farda verde e estrela vermelha no chapeu, da-me a sensacao de estar em pleno cenario de guerra. Dai a quatro noites e milhares de quilometros estaremos em Irkust, ja na Siberia. Isto escrevi eu a 4 dias atras. Nessa altura estava com menos 5 horas de diferenca horaria de Portugal do que hoje.
Nesse dia encontramos o primeiro portugues, um turista perdido nas muralhas do Kremlin. Demoramos, portanto, 4 dias a econtrar. Antes disso, ainda no aviao em S.Petersburgo, tivemos a companhia do Fernando Meira, jogador da nossa seleccao de futebol, ainda mesmo antes de chegar-mos a cidade. Ha quatro dias atras nao tinhamos encontrado um checo com a camisola que dizia algarve nem metido conversa com a provenitza, a sra. que nos acompanhava no comboio. Passaram-se 90 horas desde que o bar dos portugueses, o nosso compartimento V, lugares 17, 18, 19 e 20 se tornou o local de maior afluencia do comboio, com policia a porta, fila e uma verdadeira aula sobre o universo do matematico Boris Abanazov (http://www.mathnet.ru/php/archive.phtml?wshow=paper&jrnid=basm&paperid=202&option_lang=eng), jogos de cartas, xadrez e uma clara vitoria de Portugal sobre a Irlanda em vodka. Nestes quatro dias o mundo reduziu-se a 2 metros quadrados e a umas paragens para comprar comida. Atravessamos toda a Russia e encontramos uma fria Siberia onde, apesar dos relogios marcarem 16.15 eram de facto 21.15. Nestes quatro dias o nosso mundo parece ter parado mas nada mudou. Apenas parou para nos e, cinicamente, so comecava novamente a andar a cada paragem.
2 comentários
Reacções: 

5 graus Siberianos


Uma pequena paragem na fria primavera siberiana. Na estação de Novosibirsk preparamo-nos para os ultimos dois dias antes da primeira paragem digna desse nome, desde Moscovo à 3000km atràs.
5 comentários
Reacções: 

Transiberian bar


No nosso compartimento, bar aberto até às 02h, comida das 'babuskas' que encontramos e caviar para o pequeno almoço. Os nossos companheiros de cabine sao irlandeses. No vodka ontem, Irlanda 0-1 Portugal.
5 comentários
Reacções: 

From Russia with love


A fita de S.Jorge na minha mochila, oferecida por um amigo russo e o Moscow Times
2 comentários
Reacções: 

Praça Vermelha



3 comentários
Reacções: 

Moscovo

Eram 23h15 quando iniciamos a nossa jornada. A estacao de S.Petersburgo estava apinhada de gente, muitos de passagem, outros, os militares, a caminho de mais umas semanas de treino, talvez. A carruagem 3 do platzkart (o nome para os vagoes de 3a classe) esta a uma temperatura absurda, abrasadora. O comboio e enorme e, desde a carruagem 3 ate ao vagao bar parece-me uma distancia tao grande como voltar a pe ate S.Petersburgo, embora ja estejamos em andamento ha perto de 1 hora. As luzes apagam-se, as camas fazem-se a pressa e depressa a carruagem adormece embalada pelo balancar suave. Deslizamos ate Moscovo, a musica volta aos primeiros raios de sol, a carruagem acorda sem que ninguem tenha dormido. Moscovo espera-nos.

P.S. : as fotos n tem sido faceis de passar para os pontos de net mas assim que possivel, aqui estarao.
P.S.2.: ainda nada de portugueses mas ha uma historia engracada acerca disso. num proximo post.
5 comentários
Reacções: 

Diario de Bordo - Dia 1

Antes de mais, nao imaginam o que e escrever a partir de um teclado em cirilico ... perdoem-me a falta de acentos mas escrever so por si ja e uma aventura.

O dia foi passado em S.Petersburgo, uma cidade lindissima e que respira cultura por todas as esquinas, ou nao estivessemos na Russia.
O Hermitage deixou-nos completamente estarrecidos. E um local grandioso e de uma beleza absurda onde a cada sala que se entra ficamos cada vez mais rendidos. Tao rendidos que perdemos conta as horas e de saida, com dois cachorros quentes de almoco, seguimos para o belo palacio Peterhof, apanhamos o barco (um hidrofoil) que faz uma viagem de 30 minutos pelos canais da cidade e nos deixa no mais mitico local imaginado... mais do que as palavras, vejam as fotos em http://en.wikipedia.org/wiki/Peterhof. As nossas chegam depois.
3 comentários
Reacções: 

Hermitage pela manha


O dia começa fresco na bela St. Petesburg
2 comentários
Reacções: 

Preparativos I

Já tenho tudo preparado, o principal já esta, o resto são acessórios :)

IMAG0083

2 comentários
Reacções: 

A começar a arrumar a mala...


Com as coisas em cima do mapa começo lentamente a interiorizar a gigantesca viagem que nos espera.
4 comentários
Reacções: 

Até onde vamos sem descobrir Portugueses?

Numa singela homenagem a quem se fez ao mundo e em jornadas de sucesso nos enriqueceu este espírito bem português que carregamos, decidimos juntar duas destas “epopeias” que parecem nada ter a ver uma com a outra, o projecto “Até onde vais com 1000 euros” (http://ateondevaiscom1000euros.blogspot.com/) e os Descobrimentos Portugueses (http://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Descobrimentos_portugueses).

Assim decidimos fazer uma pequena brincadeira e criar uma votação (já que estamos em ano delas) que mistura os dois, “Até onde vamos sem descobrir Portugueses?”

Todos sabemos que este nobre povo já esteve em todo o lado e não poucas vezes nos cruzamos com um viajante num pequeno bar na Guatemala, no deserto de Wadi Rum na Jordânia ou numa lotada rua de Tóquio. A curiosidade está em saber quanto tempo demoramos até isso acontecer. Queremos as vossas opiniões, será logo em S.Petersburgo ? Será ainda na Russia ? Na estepe Mongol ou apenas na gigante Pequim…? Quantos dias passarão sem ouvir-mos o tão português “Então, pá!”?

Fica a promessa que assim que isso acontecer, faremos um post a anunciar. Fiquem atentos. Até onde vamos sem descobrir Portugueses? Votem!
3 comentários
Reacções: 

Wild Wonders of Europe - Estepe de Kalmykian, Rússia

“Estepe, estepe em todo o lado…” Assim começa Igor Shpilenok a sua Foto-crônica sobre a busca dos antílopes Saiga pelas estepes Russas.

Aqui fica o link  (Wild Wonders of Europe).

3 comentários
Reacções: 

Россия - “Rossiya”

Realize uma visita virtual a bordo do Transiberiano “Rossiya” desde Moscovo ate Vladisvostok .

O “Rossiya” percorre os 9259 km em 6 dias. 1903 foi o ano da primeira viagem de comboio entre Moscovo e Vladisvostok , demorava 16 dias.

Russian Railways – virtual tour to Trans-Siberian train

2 comentários
Reacções: 

Транссибирская магистраль

Aqui vos deixo um documentário (12 videos) realizado em 1996 pela PBS intitulado “Trans Siberian Railway Journeys”. Descrevendo  a vida dentro do Transiberiano, bem como a magnifica paisagem ao longo da linha.

 

Link completo com os 12 videos. 

(Транссибирская магистраль, Транссиб in Russian, or Transsibirskaya magistral, Transsib)

1 comentários
Reacções: 

A Grande Muralha da China “Cresceu”

51596

 

     2.552 kilometros é quanto a Grande Muralha “cresceu”. Depois de dois anos de investigação com recurso  a sistemas GPS e infravermelhos, a Grande Muralha tem um total de  8.851,3 kilometros, mas pode não ficar por aqui, já que o levantamento vai durar ate ao final de 2010. Dados anunciados pela Agencia de Património Cultural chinesa (www.cnto.org).

0 comentários
Reacções: